BLOG GONEXT

SUCESSÃO EM EMPRESAS FAMILIARES: POR ONDE COMEÇAR A BUSCA?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

O processo sucessório precisa ser feito paulatina e estruturadamente. Quando a empresa familiar realiza o mapeamento inicial dos futuros líderes familiares desde cedo ela já começa a fazer o processo de sucessão – e esse é apenas o primeiro passo de vários níveis e alinhamentos conceituais. De saída é preciso saber que no Brasil ainda não há  uma estatística precisa sobre o tempo em que as empresas, sobretudo as de médio porte, levam no processo sucessório. O que podemos perceber todavia, é que tais processos estão levando em média menos de sete anos para serem concluídos, com exceção de alguns casos pontuais em que a sucessão têm sido feita de maneira mais imediatista,  geralmente quando o sucedido, seja ele da primeira ou segunda geração, é incapacitado repentinamente, e por isso afastado do comando dos negócios, quer seja por motivos de doença, mudança de país ou até falecimento.

São inúmeros os desafios de quem é identificado como potencial líder familiar. Ao mesmo tempo em que precisam se familiarizar com as questões da gestão do dia a dia, das emergências que a empresa enfrenta ou eventualmente está enfrentando, também precisam transformar-se na própria figura do acionista na gestão. Ainda hoje atendo vários presidentes de empresas que acabaram de assumir o seu papel como presidente e também como principal acionista e este é sempre um grande desafio. Os executivos nesta posição precisam lidar com grandes dificuldades para definir melhor o contexto da sua diretoria, como constituir o conselho de administração e o seu próprio papel.


DESENVOLVENDO SOLUÇÕES PRÓPRIAS

A principal recomendação sobre sucessão é iniciar a busca dentro da empresa – ou seja, a gestão precisa conseguir desenvolver as suas soluções de sucessão independente da família. Ora, se eu tenho uma empresa que tem um diretor geral, um diretor comercial, um diretor financeiro e um diretor industrial, e se esses cargos hoje são ocupados por membros da família, é importante que os acionistas dessa empresa, que muitas vezes são os próprios diretores, pensem primeiro em resolver o processo sucessório sem contar com seus filhos, sobrinhos e netos. É preciso buscar os futuros líderes dentro da empresa e, em paralelo,   avaliar os familiares. Mas, sobretudo, o mais importante é fazer com que a sucessão na gestão esteja garantida de maneiras variadas e não apenas contando com familiares. Com isso criamos maiores possibilidades para o sucesso da empresa.

por GoNext 

A GoNext Family Business foi fundada em 2010 como extensão internacional da empresa J.Valério e é uma empresa focada em Gestão de Negócios e Governança Corporativa da empresa familiar. Contamos com metodologia própria, aprimorada em mais de 100 conselhos e projetos realizados em empresas familiares no Brasil e EUA.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×