presidentes de conselhos

O que esperar do cenário político-econômico do Brasil?

Esta foi a pergunta a qual os participantes do encontro CONNECT Presidentes de Conselhos buscaram responder. O fórum contou com a participação de Luana Tavares, diretora executiva, e Ana Marina de Castro, coordenadora de Mobilização, ambas do Centro de Liderança Pública (CLP).

O CLP é uma ONG que busca melhorar o funcionamento do Estado brasileiro a partir da realização de ações de impacto, desenvolvimento e pesquisa entre lideranças públicas e mobilização da sociedade. Uma verdadeira integração entre as esferas pública e social.

Um dos temas mais debatidos na reunião foi o processo de transição do governo federal em 2019. De acordo com Ana Marina, o contato adiantado entre os governos Temer e Bolsonaro será muito positivo para o país. “Nos primeiros meses de 2019 teremos acontecimentos importantes. Em fevereiro haverá novas legislaturas, com muitos deputados novos, o que vai demandar adaptação, certamente. Na sequência, acontecerá a eleição da presidência da Câmara, que deve ser bastante disputada. Nossa previsão é de que a nomeação das comissões deve levar pelo menos quatro meses. O Brasil não pode esperar e todas essas ações tomam tempo. Por isso é tão importante este processo de transição acontecer de forma rápida e prévia”, avaliou a coordenadora de Mobilização do CLP.

A especialista avaliou ainda a importância da participação do público empresário na transformação do país. “Temos observado uma nova figura no universo empresarial: a do CEO ou Presidente mais ativista. Os empresários estão muito mais conscientes de que a política impacta diretamente nas suas atividades diárias e de que é preciso olhar para este cenário como um cidadão com forte poder de influência para atuar pelo país. Com isso, eles saem da esfera totalmente privada pensando na colaboração com uma esfera completamente maior, mais focada na cidadania”, revelou Ana.

 “A sociedade precisa mudar o nível de consciência. Uma das bases do CLP é o fortalecimento da democracia que, para funcionar bem, precisa de lados, todos os lados. A nossa governança é bastante conservada para garantir a nossa independência e preservar as nossas causas”, comentou Luana, diretora executiva do CLP.

Além da transição do governo federal, vários temas fizeram parte da pauta do fórum. Entre eles a reforma política, a reforma da Previdência Social, a atuação das lideranças públicas bem como a retomada do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social (“Conselhão”).

Saiba mais sobre o CONNECT.

Perspectivas para o cenário macroeconômico tematizam encontro entre Presidentes de Conselhos

Em mais um encontro do Connect, os Presidentes de Conselhos de empresas familiares debateram temas acerca de negócios e economia, impactados pelo atual cenário político brasileiro. Com mediação do economista sênior da J.P. Morgan, Cristiano Souza, os participantes trocaram experiências sobre os reflexos da pressão inflacionária no mercado nacional e internacional.  Déficit fiscal, juros, índices de mercado, inflação e crescimento econômico foram temas do debate.

“Esta troca de experiências agrega valor à nossa vida profissional. É uma oportunidade ímpar para atualizarmos nossos conhecimentos e os processos de governança corporativa”, avalia Danilo Vianna, presidente-conselheiro do UniCuritiba.

Na avaliação do palestrante Cristiano Souza, “ouvir a percepção e as experiências destes empresários, que integram setores distintos, ajuda a homogeneizar o discurso e avaliar o cenário como um todo, enriquecendo o debate e a busca por soluções.”

O próximo encontro dos Presidentes de Conselhos será em setembro, nos dias 10 e 11, no fórum internacional Miami Summit, um benefício do participante do CONNECT. Para participar ou ter mais informações, acesse www.gonext.com.br.