GoNext Connect

O que esperar do cenário político-econômico do Brasil?

Esta foi a pergunta a qual os participantes do encontro CONNECT Presidentes de Conselhos buscaram responder. O fórum contou com a participação de Luana Tavares, diretora executiva, e Ana Marina de Castro, coordenadora de Mobilização, ambas do Centro de Liderança Pública (CLP).

O CLP é uma ONG que busca melhorar o funcionamento do Estado brasileiro a partir da realização de ações de impacto, desenvolvimento e pesquisa entre lideranças públicas e mobilização da sociedade. Uma verdadeira integração entre as esferas pública e social.

Um dos temas mais debatidos na reunião foi o processo de transição do governo federal em 2019. De acordo com Ana Marina, o contato adiantado entre os governos Temer e Bolsonaro será muito positivo para o país. “Nos primeiros meses de 2019 teremos acontecimentos importantes. Em fevereiro haverá novas legislaturas, com muitos deputados novos, o que vai demandar adaptação, certamente. Na sequência, acontecerá a eleição da presidência da Câmara, que deve ser bastante disputada. Nossa previsão é de que a nomeação das comissões deve levar pelo menos quatro meses. O Brasil não pode esperar e todas essas ações tomam tempo. Por isso é tão importante este processo de transição acontecer de forma rápida e prévia”, avaliou a coordenadora de Mobilização do CLP.

A especialista avaliou ainda a importância da participação do público empresário na transformação do país. “Temos observado uma nova figura no universo empresarial: a do CEO ou Presidente mais ativista. Os empresários estão muito mais conscientes de que a política impacta diretamente nas suas atividades diárias e de que é preciso olhar para este cenário como um cidadão com forte poder de influência para atuar pelo país. Com isso, eles saem da esfera totalmente privada pensando na colaboração com uma esfera completamente maior, mais focada na cidadania”, revelou Ana.

 “A sociedade precisa mudar o nível de consciência. Uma das bases do CLP é o fortalecimento da democracia que, para funcionar bem, precisa de lados, todos os lados. A nossa governança é bastante conservada para garantir a nossa independência e preservar as nossas causas”, comentou Luana, diretora executiva do CLP.

Além da transição do governo federal, vários temas fizeram parte da pauta do fórum. Entre eles a reforma política, a reforma da Previdência Social, a atuação das lideranças públicas bem como a retomada do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social (“Conselhão”).

Saiba mais sobre o CONNECT.

2º Miami Summit reúne empresários brasileiros e norte-americanos na Flórida

A segunda edição do Miami Summit – Fórum Internacional de Governança e Negócios – realizado nos dias 10 e 11/09 pela GoNext, reuniu diversos empresários brasileiros, vindos de setores distintos da administração de

empresas familiares, em dois dias de intensa troca de experiências e aprendizado.

As palestras envolveram temas que impactam no desempenho dos negócios e promoveram diversos momentos de interação entre os participantes.

 

Confira as fotos do primeiro dia de evento:

 

E as fotos do segundo dia:

Executivos trocam experiências no primeiro Encontro CONNECT CEO

O primeiro encontro CONNECT CEO, realizado ontem (19), reuniu executivos que atuam em diferentes empresas familiares para uma manhã repleta de troca de experiências e conhecimentos. O diretor-presidente da GoNext Governança & Sucessão, Eduardo Valério, abriu o evento apresentando o fórum, voltado para CEOS de empresas familiares que não pertencem à família proprietária, O CONNECT CEO é inédito no Brasil, modelado a partir de pesquisas desenvolvidas com o mesmo público nos EUA e, também, a partir da experiência da GoNext no desenvolvimento de mais de 180 projetos de governança corporativa para empresas familiares.

“No Brasil ainda não há nenhuma pesquisa estruturada que contemple o cenário de atuação dos CEOS que administram empresas familiares, mas não são membros da família gestora. Por isso, o CONNECT CEO será pioneiro na composição de um panorama da atuação destes executivos em escala nacional”, afirmou Valério.

De acordo com o ele, a carga de trabalho de um CEO de uma empresa familiar chega a ser 40% maior que a de um CEO de multinacional, por exemplo, pois além das questões ligadas à performance e resultados, há a administração de conflitos internos que envolvem uma família que não é a dele.

Durante o fórum, os executivos compartilharam diversas questões ligadas ao dia a dia profissional, relatando experiências já vivenciadas e expondo suas expectativas em relação aos futuros encontros do CONNECT CEO. Um dos executivos presentes na reunião, Sergio Bica, que atua há mais de dez anos no cargo de CEO, revelou que o primeiro encontro superou suas expectativas iniciais. “É bom a gente ver que outros executivos já passaram por desafios parecidos com os nossos e para os quais têm soluções a compartilhar, que com certeza serão utilizadas no dia a dia de muitos dos participantes do grupo. O CONNECT CEO nos possibilita melhorar a interface com o empreendedor original do negócio e, também, compartilhar as nossas experiências e aprender com as dos demais”.

O próximo encontro CONNECT CEO acontece no dia 21/08.

Presidentes de Conselhos compartilham experiências sobre gestão de riscos nas empresas familiares

O último Encontro CONNECT Presidentes de Conselhos, realizado no dia 14/06, trouxe como tema a importância de uma boa gestão de riscos e os seus reflexos nos negócios familiares. A reunião trouxe como convidado Christian Sudbrack, diretor de Risk Advisory da Deloitte, empresa de consultoria e auditoria.

Durante o encontro, os participantes do CONNECT compartilharam cases positivos e negativos de suas empresas, relacionados a diferentes tipos de crise, o que incentivou uma rica troca de experiências entre os Presidentes. Além disso, eles tiveram a oportunidade de conhecer algumas linhas de defesa e as práticas mais adotadas em situações de risco ligadas às áreas financeira, regulatória, operacional, estratégica e cibernética das empresas.

“O risco estratégico, por exemplo, é algo extremamente importante para os Presidentes de Conselhos levarem em consideração, uma vez que as novas tecnologias alteram cada vez mais os modelos de negócios e, muitas vezes, não conseguimos promover esta análise”, avaliou Sudbrack durante o encontro.

O próximo Encontro CONNECT acontece no dia 16/08.

Acionista e membro do Conselho do Frigorífico Bizinelli conta como a governança consolidou os negócios da família

Uma empresa familiar com mais de 80 anos de atuação no mercado local, que mantém a qualidade e a competitividade ao longo de mais de três gerações. Assim é possível descrever o Frigorífico Bizinelli, empresa criada e gerida pela família Bisinelli. Ela tem sua raiz italiana, mas foi em Curitiba, na década de 1940, que ganhou espaço para saltar de ideia a negócio próspero e duradouro.

O passar dos anos e a entrada de novas gerações fez com que os sócios e membros da família começassem a se preocupar com o processo sucessório e demais questões intrínsecas à administração, como estratégias de atuação, expansão, aquisições, entre outras. Com isso, a governança corporativa foi a solução encontrada para profissionalizar o negócio, que começou com seis herdeiros como membros de 2ª geração e hoje, já na 3ª, tem um quadro societários com 17 integrantes.

Diante deste cenário desafiador, o acionista e atual membro do Conselho de Administração do frigorífico, Valcinei Bisinelli, compartilhou com os participantes do CONNECT a história de sucesso que o negócio da família vem trilhando. Entre os instrumentos de governança já implantados na empresa, Bisinelli destaca o Acordo de Sócios como um dos mais importantes para o desenvolvimento do frigorífico e para a separação das relações pessoais e profissionais. “Como há diferentes grupos familiares envolvidos, a criação deste acordo, no ano 2000, foi essencial. Por meio de uma definição clara e conjunta do que deveria entrar ou não no documento, conseguimos estabelecer processos que facilitam a tomada de decisão e evitam conflitos, prejudiciais tanto para a evolução da empresa como também para  o dia a dia familiar. É o nosso manual”, revela o empresário.

Desde a profissionalização da empresa o faturamento aumentou em mais de 10 vezes e o negócio foi consolidado. Atualmente, o Frigorífico Bizinelli é referência no mercado alimentício, com forte atuação em Curitiba e Região Metropolitana, tanto no atacado como no varejo. Um case e tanto para demonstrar como a governança corporativa faz a diferença para a evolução das empresas familiares.

GoNext em destaque na mídia internacional

O Miami Summit, fórum internacional da GoNext Family Business, ganhou destaque nas mídias e jornal da Gazeta Brazilian News, veículo de comunicação voltado para brasileiros em Miami, na Flórida.

Confira a cobertura especial realizada no evento: http://gazetanews.com/miami-summit-2018/

Programação Miami Summit 2018

05/03 (segunda)

  • Abertura – Governança e seus desafios –  Eduardo Valério (GoNext Family Business ) – 9 – 9:40 a.m.
  • Wealth Planning Issues in the US – Armando Ureña e Blas Cueto – 09:40 – 10:40 a.m.
  • Coffee break – 10:40 – 11 a.m.
  • Interação entre os participantes – 11 – 11:30 a.m.
  • Case Grupo AENA – Tânia Vianna (AENA – Administradora Educacional Novo Ateneu) – 11:30 – 12 a.m.
  • Almoço – 12 a.m. – 1: 40 p.m.
  • Mercado imobiliário americano – Luis Carlos Boner (Call Properties LLC) – 1:40 – 2:10 p.m.
  • Processo de imigração para os Estados Unidos – Reza Rahbaran  e Swellen Tasso (Rahbaran Law Firm) – 2:10 – 3 p.m.
  • Case Avvio Telecom – Dionísio Freire (Avvio Telecom) –  3 – 3:40 p.m.
  • Coffee break – 3:40 – 4 p.m.
  • Aspectos legais de negócios nos EUA – Bruna Barbosa (Barbosa Legal) – 4 – 4:40 p.m.
  • Ambiente de negócios nos EUA – Relações com Stakeholders   – Leonardo Antunes (Broadspan Capital) – 4:40 – 6:05 p.m.
  • Coquetel – 6:05 p.m.

 

06/03 (terça)

  • Abertura – Eduardo Valério (GoNext Family Business ) – 8:50 – 9 a.m.
  • Como viver nos EUA  – Luis Carlos Boner (Call Properties LLC) – 9 – 9:45 a.m.
  • Gestão de risco – Roberto Martins  (Martins Rillo Advogados) – 9:45  – 10:15 a.m
  • Coffee break – 10:15  – 10:40 a.m.
  • Os desafios e oportunidades de se construir um portfólio global e diversificado  Victor Vieti e Ana Claudia Jardim Silva – 10:40 – 11:20 a.m.
  • Case empresarial Grupo Gulin –Maurício Gulin (Grupo Gulin) –   11:20 – 12 p.m.
  • Encerramento – Eduardo Valério (GoNext Family Business ) – 12– 12:30 p.m.
  • Almoço – 12:30 p.m.
Programa preliminar sujeito à alteração